top of page
Buscar
  • Associação Holandesa

Memória da imigração holandesa é tema de novo livro

A memória da imigração holandesa será retratada em novo livro da pesquisadora e antropóloga cultural, Renate Stapelbroek. Por meio de uma pesquisa realizada com a Associação Holandesa de Não-Me-Toque (RS) e os dois museus em Holambra e Campos de Holambra, Renate colecionou mais de 250 cartões de oração de imigrantes que morreram no Brasil, que voltaram para a Holanda, seus filhos e netos.

Renate Stapelbroek é reconhecida por sua pesquisa, realizada através da Universidade de Holanda, dos grupos de holandeses que se estabeleceram no Brasil e que ainda mantem viva a cultura e tradições neerlandesas.

Foi nesse contexto que Renate reuniu mais de duas centenas de cartões de oração e que agora serão tema do novo livro intitulado Em memória de… santinhos de emigrantes holandeses no e do Brasil - Ter herinnering aan … bidprentjes van Nederlandse emigranten in en uit Brazilië (1948-2021). “São gravuras em memória de pessoas dos lugares Holambra, Campos de Holambra, Não-Me-Toque e daqueles que se espalharam mais pelo Brasil a partir de lá ou que se fixaram (novamente) na Holanda”, revela Renate.

Conforme a antropóloga, todas as fotos juntas formam uma memória coletiva de tantos homens, mulheres e crianças que já fizeram parte dessas três comunidades católicas locais de imigrantes holandeses no Brasil. Ao mesmo tempo, as fotos das famílias representam uma importante fonte de dados genealógicos. “Em suma, este livro memorial será uma homenagem coletiva e uma memória duradoura de imigrantes holandeses falecidos no Brasil e do Brasil”, explica.

Sobre o conteúdo da obra, uma introdução às ilustrações é feita pela autora Renate Stapelbroek, evidenciando a tradição e o significado desses cartões de oração na história do correio-emigração holandesa de guerra para o Brasil. Já as fotos são mostradas em ordem de ano de falecimento, desde o ano de fundação da colônia Holambra em 1948 até 2021.


Lançamento do Livro

Uma cerimônia será realizada para marcar o lançamento do livro, previsto para os primeiros dias de novembro do próximo ano, considerando uma importante celebração em torno do feriado do Dia de Finados, em 2022.

A obra ainda está em processo de confecção e colaborações com fotos de famílias e cartões de oração de imigrantes holandeses, ou seus descendentes falecidos, podem ser manifestadas por meio de preenchimento de um formulário, que deverá ser entregue aos representantes da Associação Holandesa de Não-Me-Toque, Teodora Souilljee Lütkemeyer e Willy van Lieshout. O mesmo formulário também serve para quem quiser reservar a compra de exemplares do livro.

Quem solicitar um ou mais exemplares, receberá um convite para participar da comemoração no final do ano que vem. Serão quatro encontros físicos conectados online simultaneamente em Holambra, Campos de Holambra, Não-Me-Toque e Holanda. Já a distribuição dos exemplares ocorrerá durante a realização do evento.


282 visualizações0 comentário
bottom of page