top of page
Buscar
  • Associação Holandesa

Associação Holandesa realiza evento para celebrar 75 anos da imigração em Não-Me-Toque

No último domingo, 30 de junho de 2024, a Associação da Cotrijal foi palco de uma celebração emocionante que marcou os 75 anos da imigração holandesa em Não-Me-Toque. O evento reuniu imigrantes e descendentes que contribuíram para transformar a cidade em uma potência agrícola e na Capital Nacional da Agricultura de Precisão.


As comemorações começaram por volta das 10h, com um delicioso café de boas-vindas. Em seguida, o Padre Laerte Reis conduziu uma celebração religiosa, destacando a importância da comunidade holandesa na história de Não-Me-Toque. O evento contou ainda com a presença de figuras ilustres como o Senhor Vasco Rodrigues, Cônsul Adjunto do Consulado dos Países Baixos em São Paulo; o Prefeito Municipal Gilson dos Santos; a Vereadora Vanise Frietzen, Presidente da Câmara Municipal de Vereadores; e o Senhor Elias Fernando Beier, Presidente da Sociedade Cultural Holandesa de Ijuí.


Centenas de pessoas participaram da celebração, que também contou com a participação da Sra. Teodora B. Souilljee Lütkemeyer, Presidente da Associação Holandesa de Não-Me-Toque. Em seu discurso, ela destacou a trajetória dos primeiros imigrantes que chegaram à cidade em 1949, como as famílias Rauwers e Melis. Embora mais de 32 famílias tenham retornado à Holanda, a contribuição daqueles que permaneceram foi fundamental para o desenvolvimento de Não-Me-Toque.


Um dos momentos mais marcantes do evento foi a inauguração de um monumento em homenagem às famílias imigrantes, contendo os nomes dos maridos e esposas que chegaram a Não-Me-Toque. Este monumento foi possível graças ao trabalho de pesquisa e dedicação das autoras Cornélia van Riel e Helanine Gnatto Zart, que documentaram a trajetória dessas famílias no livro "Caminhos da Esperança".


O evento contou ainda com a participação do grupo de danças De Tulp, jogos de Rummikub e treinamento para o Zeskamp.


A celebração dos 75 anos da imigração holandesa em Não-Me-Toque não apenas homenageou o passado, mas também reafirmou os laços de amizade e cooperação entre a comunidade holandesa e os demais moradores da cidade, celebrando um legado de perseverança e sucesso.




13 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page